Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Outro Lado

"I knew all the rules but the rules did not know me..." Uma viagem que se inicia em 2004 e passa por várias transformações, da poesia, à prosa a uma partilha de experiências, atreve-te!

O Outro Lado

"I knew all the rules but the rules did not know me..." Uma viagem que se inicia em 2004 e passa por várias transformações, da poesia, à prosa a uma partilha de experiências, atreve-te!

Já andava para te escrever...

12.10.19, Carla
  Parabéns, hoje farias anos, é daquelas datas que não consigo esquecer, talvez porque merecíamos ter festejado este dia mais vezes. Tenho umas coisas para te contar, são boas , novidades desta família de doidos mas que a muito custo lá entrou nos eixos e muitas das coisas que querias aconteceram. Por onde começar...ora bem o caçula Tiago casou com a Ana, na igreja de Benfica como sempre quiseste, está feliz e um crescido, fica orgulhosa porque o miúdo já não precisa da (...)

Dia da mulher

08.03.19, Carla
Hoje é o dia, ele devia ser em todos os 365 dias do ano, mas hoje é o dia... Olha para ti, és aquilo querias? Os homens da tua vida respeitam - te, escutam o teu coração? Hoje é o dia! Pára, olha à tua volta e ouve o barulho do silêncio do teu coração, acelerado, tranquilo? Lembra - te hoje é o dia!!  Não chores, limpa as lágrimas e dá o passo, enfrenta o maior dos teus medos, lembra - te hoje é o dia!  8 Março de 2019, a todas as mulheres que sofrem em silêncio (...)

Quando me Amei de Verdade

18.02.19, Carla
«Quando me amei de verdade pude compreender que em qualquer circunstância, eu estava no lugar certo, na hora certa. Então pude relaxar. Quando me amei de verdade pude perceber que o sofrimento emocional é sinal de que estou a ir contra a minha verdade . Quando me amei de verdade parei de desejar que a minha vida fosse diferente e comecei a ver que tudo o que acontece contribui para o meu crescimento . Quando me amei de verdade comecei a perceber como é ofensivo tentar (...)

1 Ano de depois...

18.02.19, Carla
No dia 20 Fev. de 2006 comemorámos 1 mês, fui descobrindo a cada dia os traços do teu rosto, o toque das tuas mãos delicadas no meu corpo, descobri-te nos pequenos gestos.   Hoje faz um ano, temos passado momentos únicos, alguns deles arrisco a dizer: mágicos, sublimes, cada hora que passa vejo o meu presente e o meu futuro a teu lado.   O nosso amor cresce forte, construímos o nosso castelo com defeitos, tristezas, mas acima de tudo com as alegrias e um sentimento único de (...)

Procurei...

18.02.19, Carla
      A noite parecia vazia, o escuro metia-me medo, a cama fria... pensei no nosso segredo. Levantei-me, olhei a cidade, os meus olhos procuraram como senão houvesse amanhã... quase tocaram... O teu corpo, a tua alma... quase beijaram... os teus  lábios... sinto-te mais perto... vou dormir... no sonho certo...           Amo-te muito,     Carla Ferreira

Estrela

27.12.18, Carla
Para os mais curiosos resolvi escolher ao acaso um pedaço do livro escrito em 2006, que junta os meus poemas e prosas, 1 mês, 1 texto. Aqui vai,   Estrela: Hoje seria impossível esquecer-te, aproximei-me da janela a tua estrela brilhava como nunca brilhou...a lua encantava como nunca encantou... Olho para mim e vejo parte de ti,o que aprendi, o que cresci, como construí um castelo com os defeitos, alegrias,tristezas e com grandes gargalhadas. Hoje sou mais forte, aprendi a conviver (...)

Aos grandes avós!

26.07.17, Carla
  Considero-me uma pessoa cheia de sorte, não tive necessidade de ir para infantários, porque os meus avós sempre me acolheram de braços abertos. Ai como tenho saudades desses tempos, escola de manhã e tardes cheias de brincadeiras entre uma avó e outra, éramos genuínos na felicidade. Bolas de futebol feitas de collants ou de papel e fita cola e as balizas entre o hall e a cozinha que loucura naquela casa :). Os vestidos para as bonecas a acompanhar o trabalho de modista da (...)

O caminho? Escolhes tu!

23.07.17, Carla
foto by CF miradouro da senhora do monte, Açores Quando estás perante situações de alerta e tens amadurecimento suficiente, começas a tomar as melhores decisões. Gosto de viver intensamente a vida, talvez por ela me ensinar que não vivemos tempo suficiente para aproveitar tudo! O pior disto tudo é vivermos numa sociedade em que tudo se questiona e muitas vezes bastava que não fizessem a pergunta chata ou a observação. Aos 30 perguntavam quando te casas? Aos 35 quando é que (...)

O que realmente conta!

14.01.17, Carla
Dizem que muitas vezes somos loucos, mas as viagens que contam histórias é que valem a pena. O futebol é apenas uma paixão que nos une, o que realmente conta são todos os momentos lado a lado. Pôr a mochila às costas e ir, mesmo que seja longe, mesmo sabendo que podes perder, porque não é o jogo que é importante! Mas sim a companhia, as piadas parvas, o explorar de novos lugares, hotéis, casas. É o ser feliz com pouco! Meus amigos a loucura é mesmo isto para ser partilhada e (...)