Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Outro Lado

"I knew all the rules but the rules did not know me..." Uma viagem que se inicia em 2004 e passa por várias transformações, da poesia, à prosa a uma partilha de experiências, atreve-te!

O Outro Lado

"I knew all the rules but the rules did not know me..." Uma viagem que se inicia em 2004 e passa por várias transformações, da poesia, à prosa a uma partilha de experiências, atreve-te!

Se Eu Não Te Amasse Tanto Assim....

31.10.04, Carla
Meu coração, sem direção
Voando só por voar
Sem saber aonde chegar
Sonhando em te encontrar
E as estrelas
Que hoje eu descobri no seu olhar
As estrelas vão me guiar
Se eu não te amasse tanto assim
Talvez perdesse os sonhos
Dentro de mim
E vivesse na escuridão
Se eu não eu não te amasse tanto assim
Talvez não visse flores
Por onde eu vim
Dentro do meu coração
Hoje eu sei, eu te amei
No vento de ummm temporal
Mas fui mais, muito além
Do tempo do vendaval
Nos desejos, num beijo
Que eu jamais provei igual
E as estrelas dão um sinal

Ivete Sangalo

Não sei.....

31.10.04, Carla
Férias 2004 007.jpg
Hoje acordei
numa manha cinzenta
Sentei-me e chorei
como uma criança
lembrei-me.......
à quanto tempo perdi a esperança!

A guerra continua
os meus amigos a desapercer
vejo aquela criança nua,
que com um tiro vi morrer!

Amanha é dia de eleições na América, mas as guerras continuam, estes que dão a cara que se candidatam não passam frio nem fome, mas sorriem e dizem votem em mim!
Mas a guerra e a morte triunfa.
Veremos o que irá dar!

lunática

'Eu Não Sei Quem Te Perdeu'

31.10.04, Carla
Quando veio,
Mostrou-me as mãos vazias,
As mãos como os meus dias,
Tão leves e banais.
E pediu-me
Que lhe levasse o medo,
Eu disse-lhe um segredo:
«Não partas nunca mais»

E dançou,
Rodou no chão molhado,
Num beijo apertado
De barco contra o cais.

E uma asa voa
A cada beijo teu,
Esta noite
Sou dono do céu,
E eu não sei quem te perdeu.

Abraçou-me
Como se abraça o tempo,
A vida num momento
Em gestos nunca iguais.
E parou,
Cantou contra o meu peito,
Num beijo imperfeito
Roubado nos umbrais.

E partiu,
Sem me dizer o nome,
Levando-me o perfume
De tantas noites mais.

E uma asa voa
A cada beijo teu,
Esta noite
Sou dono do céu,
E eu não sei quem te perdeu.


'Pedro Abrunhosa'
Álbum-' Momento'







Pacote de Pipocas

07.10.04, Carla
Hoje ao caminhar em direcção á linha azul no Marquês de Pombal, o cheiro a pipocas levou-me comprar um pacote de pipocas doces!
Enquanto me deliciava a trincar as pipocas, olhos devoradores olhavam na minha direcção, como se dissessem ela teve a coragem que eu não tive. Haja paciência.
Enfim la sai do metro ainda com o saco cheio, porque era enorme e fui em direcção ao carro, um miúdo com pouco mais de 12 anos andava arrumar carros, em vez de estar na escola.
Lá lhe dei uma moeda e perguntei-lhe se tinha fome e se queria pipocas, os olhos brilharam, e eu dei-lhe o pacote. Fico feliz pelo consolo que transmitiam os olhos dele.
E pelo facto de saber que basta um gesto e podemos fazer uma pessoa feliz com um simples pacote de pipocas.

Sinto-me bem,

1 bj
lunática