Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Outro Lado

"I knew all the rules but the rules did not know me..." Uma viagem que se inicia em 2004 e passa por várias transformações, da poesia, à prosa a uma partilha de experiências, atreve-te!

O Outro Lado

"I knew all the rules but the rules did not know me..." Uma viagem que se inicia em 2004 e passa por várias transformações, da poesia, à prosa a uma partilha de experiências, atreve-te!

Sinto a tua falta

29.04.05, Carla

 

height=253 alt="Imagem 006blog_edited.JPG" src="http://lunatica.blogs.sapo.pt/arquivo/Imagem 006blog_edited.JPG" width=438 border=0>

face=georgia color=#339966>Procuro-te no Horizonte...
Em retiro absoluto procuro  por ti ou de qualquer coisa tua, sinto a tua falta e isto não está fácil.
tento arrumar a tua lembrança no meu coração mas não consigo mais uma vez digo sinto a tua falta.
Perdi-me e ainda não encontrei o caminho, é como se apenas uma estrela me guiasse.
Estejas onde estiveres era aqui que queria estar.......


face=georgia color=#339966>

 

face=georgia>color=#339966>Lunática


.

 

Ao Clube

25.04.05, Carla

DSCN0085_edited.JPG


Ao Clube uma palavra de apreço pelo acolhimento e pela aposta numa equipa feminina, estamos a dar o nosso melhor, com a união vamos lá. um muito obrigado,


 


A equipa

Atlético de São brás

25.04.05, Carla

Imagem 025_edited.jpg


Pela 1ª vez aqui no blog falo de desporto, mais propriamente de futsal feminino modalidade que pratico e que tão esquecida está pelo institutos que gerem o desporto. Queria felicitar todos os clubes que mal ou bem têm conseguido manter as equipas de futsal feminino e permitir que haja 3 divisões no distrito de Lisboa. Futsal é diferente de futebol, as regras são diferentes e é um jogo de condição fisica e habilidade técnica. Apresento-vos a minha equipa e temos a esperança de encontrar um patrocinador, daí esta divulgação. Aqui têm as meninas que lutam bravamente para subirem de divisão. A todas os parabéns e a coragem de ao final do dia virem treinar muitas das vezes tardissimo.


1 beijo a todos/as


Carla 

Lei da Vida

20.04.05, Carla

"Depois de algum tempo aprendes a diferença, a subtil diferença entre dar a mão e acorrentar uma alma. E aprendes que amar não significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa segurança.


E começas a aprender que beijos não são contratos e presentes não são promessas. Acabas por aceitar as derrotas com a cabeça erguida e olhos adiante, com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança. E aprendes a construir todas as tuas estradas de hoje, porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao vão.


 Depois de algum tempo aprendes que o sol queima se te expuseres a ele por muito tempo. Aprendes que não importa o quanto tu te importas, simplesmente porque algumas pessoas não se importam... E aceitas que apesar da bondade que reside numa pessoa, ela poderá ferir-te de vez em quando e precisas perdoá-la por isso. Aprendes que falar pode aliviar dores emocionais.


Descobres que se leva anos para se construir a confiança e apenas segundos para destruí-la, e que poderás fazer coisas das quais te arrependerás para o resto da vida.


Aprendes que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas distâncias. E o que importa não é o que tens na vida, mas quem tens na vida. E que bons amigos são a família que nos permitiram escolher. Aprendes que não temos que mudar de amigos se compreendemos que os amigos mudam, percebes que o teu melhor amigo e tu podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos.


Descobres que as pessoas com quem tu mais te importas são tiradas da tua vida muito depressa, por isso devemos sempre despedir-nos das pessoas que amamos com palavras amorosas, pode ser a última vez que as vejamos.


Aprendes que as circunstâncias e os ambientes têm influência sobre nós, mas nós somos responsáveis por nós mesmos.


Começas a aprender que não te deves comparar com os outros, mas com o melhor que podes ser. Descobres que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que se quer ser, e que o tempo é curto.


Aprendes que, ou controlas os teus actos ou eles te controlarão e que ser flexível nem sempre significa ser fraco ou não ter personalidade, pois não importa quão delicada e frágil seja uma situação, existem sempre os dois lados.


Aprendes que heróis são pessoas que fizeram o que era necessário fazer enfrentando as consequências. Aprendes que paciência requer muita prática. Descobres que algumas vezes a pessoa que esperas que te empurre, quando cais, é uma das poucas que te ajuda a levantar.


Aprendes que maturidade tem mais a ver com os tipos de experiência que tiveste e o que aprendeste com elas do que com quantos aniversários já comemoraste. Aprendes que há mais dos teus pais em ti do que supunhas.


Aprendes que nunca se deve dizer a uma criança que sonhos são disparates, poucas coisas são tão humilhantes e seria uma tragédia se ela acreditasse nisso.


Aprendes que quando estás com raiva tens o direito de estar com raiva, mas isso não te dá o direito de ser cruel. Descobres que só porque alguém não te ama da forma que desejas, não significa que esse alguém não te ama com tudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente não sabem como demonstrar ou viver isso.


Aprendes que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém, algumas vezes tens que aprender a perdoar-te a ti mesmo.


Aprendes que com a mesma severidade com que julgas, poderás ser em algum momento condenado.


Aprendes que não importa em quantos pedaços o teu coração foi partido, o mundo não pára para que tu o consertes.


Aprendes que o tempo não é algo que possa voltar para trás.


Portanto, planta o teu jardim e decora a tua alma, ao invés de esperares que alguém te traga flores. E aprendes que realmente podes suportar mais... que és realmente forte, e que podes ir muito mais longe depois de pensar que não se pode mais. E que realmente a vida tem valor e que tu tens valor diante da vida! As nossas dádivas são traidoras e fazem-nos perder o bem que poderíamos conquistar, se não fosse o medo de tentar."


 


William Shakespeare

João Paulo II

04.04.05, Carla

Lamento com alguma tristeza o falecimento de João Paulo II, pelo facto de ser uma pessoa extraordinária e que tudo fez pela paz e pela união das diversas igrejas e religiões distribuídas pelo mundo. Para além da sua devoção a nossa Sr. Fátima e ao nosso santuário... Faleceu e deixou uma obra que deve ser continuada, porque a paz é demasiado importante para a nossa sobrevivência e convivência no futuro. Que descanse paz,


Lunática

O dia-dia

04.04.05, Carla

O ritmo alucinante que levamos a nossa vida, é de tal forma impressionante que nem damos conta do tempo passar. No entanto ocorrem diversas situações durante o dia que nem damos conta, muitas vezes ligamos a gestos repetidos como buzinar, porque o transito nao anda, porque o carro da frente decidiu parar. Lá estacionamos o carro e nem um bom dia damos a pessoa que nos entrega o jornal e lá vamos a refilar pro metro, sempre a pressa a nosso lado! Pois bem decidi experimentar um dia diferente, levantei-me 10 minutos mais cedo, tomei o pequeno almoço sem pressa, la fui directa ao estacionamento, cumprimentei o arrumador, a senhora que me deu o jornal e cheguei cedo ao trabalho, com tempo para preparar o meu dia ,chegaram 10 minutos para que não levasse  o dia correr, digo-vos cheguei ao final do dia bem disposta e a sentir-me bem. Libertem as tensões, não adianta andarmos stressados!


Tenham uma boa semana,


Lunática