Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Outro Lado

"I knew all the rules but the rules did not know me..." Uma viagem que se inicia em 2004 e passa por várias transformações, da poesia, à prosa a uma partilha de experiências, atreve-te!

O Outro Lado

"I knew all the rules but the rules did not know me..." Uma viagem que se inicia em 2004 e passa por várias transformações, da poesia, à prosa a uma partilha de experiências, atreve-te!

2006

31.12.05, Carla

« ...tive de a perder para entender que o sabor das coisas recuperadas é o mel mais doce que podemos experimentar» ...

Prometi que em 2006 me apaixonava...pela vida, por mim , por tudo o que é importante.
Obrigado a todos os que passam por aqui...espero que em 2006 vos dê mais de mim.
Obrigado Golfinho pelo prémio...foi das coisas mais belas que descobri em 2005 a amizade.
A todos vocês vos digo, não desistam..não deixem palavras por dizer..não deixem de viver... Não se esqueçam: « Descobres que as pessoas com quem tu mais te importas são tiradas da tua vida muito depressa, por isso devemos sempre despedir-nos das pessoas que amamos com palavras amorosas, pode ser a última vez que as vejamos. »

Excelente ano de 2006

Jinhos Lunática

Quando chega..

29.12.05, Carla

Ferias 2004 094.jpg


foto by lunática


 


Imagino cada pedaço teu
cada toque..cada beijo
dou-te o que é meu...
descubro o sentir
o controlo do desejo..
vejo-te sorrir..

O luar espera ti
Olho pela janela
gostava tanto de te ter aqui...
vidro os olhos nela...

A lua brilha com uma intensidade
tal como a nossa paixão
ai quando chega a saudade
aperta o coração...


Lunática

Loucura...

26.12.05, Carla

blog milf.JPG



foto by lunática


Talvez loucura...
um doce beijo
um carinho uma ternura
o comum desejo...

A vontade de te sentir
de te tocar...
beijar o teu sorrir
contigo voar...

Deixo-me apaixonar
sinto a tua respiração
perco-me no teu sussurrar
em cada toque da tua mão....


 


Lunática


 

Tocaste-me

25.12.05, Carla

Fds Azeitao 009.jpgblog.jpg



Tocaste a minha alma
beijei-te...
encontrei a calma
mas senti em ti o medo....

Apagaste a dor
tocaste o meu coração
o teu corpo deu-me o calor
o sabor da paixão...

Mas naquele momento
vi-te olhar para o lado
parou o tempo..
não posso estar apaixonado....

Venceu o medo...
e deixas-me partir
mas lá disseste em segredo,
o quanto gostas
ao ver-me sorrir... 



Lunática

Feliz Natal

24.12.05, Carla

 


Lake.jpg


fonte desconhecida.


"Posso ter defeitos, viver ansioso e ficar
irritado algumas vezes, mas não
esqueço de que minha vida é a maior
empresa do mundo. E que posso evitar que
ela vá à falência.
Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver,
apesar de todos os desafios, incompreensões
e períodos de crise.
Ser feliz é deixar de ser vítima dos
problemas e se tornar autor da própria
história. É atravessar desertos fora de si, mas ser
capaz de encontrar um oásis no
recôndito da sua alma. É agradecer a Deus
a cada manhã pelo milagre da vida.
Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos.
É saber falar de si mesmo. É ter coragem
para ouvir um "não". É ter
segurança para receber uma crítica,
mesmo que injusta.


Pedras no caminho?
Guardo todas, um dia vou construir um castelo... "


Fernando Pessoa.


Desejo-vos a todos um feliz natal, não se esqueçam que natal é todos dias...que esta época ajude a reflectir sobre o ano que agora termina, ilumine os nossos corações , encontremos a paz e o amor...
Porque só amando podemos ser felizes.


Feliz Natal


Lunática

Flutuo..

20.12.05, Carla

blog1.JPG


foto by lunática


Flutuo entre a lua e as estrelas
aprecio o teu jeito
escuto o que tens a dizer
encontro-te num universo perfeito
é fácil de entender...

O brilho da lua
ilumina o pensamento
Talvez queira ser tua
Quero viver o momento...

Quem não tem medo?
só quem não sabe amar
porque ao beijar
beijo em segredo...


Lunática


 


 

Diz o Mestre:

18.12.05, Carla

foto edgar.JPG


Foto enviada por Edgar


«Todos nós precisamos de amor. O amor faz parte da natureza humana- tanto quanto comer, beber e dormir.
Muitas vezes sentamo-nos diante de um belo pôr so sol, completamente sós, e pensamos:
«Nada disto tem importância, porque não posso partilhar toda esta beleza com ninguém»
Nesses momentos, vale a pena perguntar: quantas vezes nos pediram amor e nós, simplesmente, virámos o rosto para o outro lado? Quantas vezes tivemos medo de nos aproximar de alguém e dizer, com todas as letras, que estávamos apaixonados?
Cuidado com a solidão. Ela vicia tanto quanto as drogas mais perigosas. Se o pôr so Sol parece já não fazer sentido para si, seja humilde e parta em busca de amor.
Saiba que- assim como os bens espirituais- quanto mais estiver disposto a dar, mais receberá em troca.»


Paulo Coelho
in Maktub

Lisboa...

16.12.05, Carla

untitled1.jpg


 


 Lisboa anoitece
a ponte é linda...
o corpo arrefece...
a minha mente perdida...

Cidade misteriosa
cheia de paixões
no nascer do sol fabulosa
aquece os nossos corações...

Do castelo perde-se o olhar
perco-me eu também
com aquela vontade de amar
amar alguém...


 


Lunática


 

Pág. 1/2