Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Outro Lado

"I knew all the rules but the rules did not know me..." Uma viagem que se inicia em 2004 e passa por várias transformações, da poesia, à prosa a uma partilha de experiências, atreve-te!

O Outro Lado

"I knew all the rules but the rules did not know me..." Uma viagem que se inicia em 2004 e passa por várias transformações, da poesia, à prosa a uma partilha de experiências, atreve-te!

Aos grandes avós!

26.07.17, Carla

13781679_10207076772058795_8697299436847216854_n.j13626589_10207076772018794_437384841726806279_n.jp

 

17352301_1306299002784482_4029671403853745166_n.jp

12226987_10205498999215460_8532611167134672164_n.j

Considero-me uma pessoa cheia de sorte, não tive necessidade de ir para infantários, porque os meus avós sempre me acolheram de braços abertos.

Ai como tenho saudades desses tempos, escola de manhã e tardes cheias de brincadeiras entre uma avó e outra, éramos genuínos na felicidade.

Bolas de futebol feitas de collants ou de papel e fita cola e as balizas entre o hall e a cozinha que loucura naquela casa :).

Os vestidos para as bonecas a acompanhar o trabalho de modista da avó e as eternas tardes no estádio do Benfica numa tentativa do meu avô, acreditar que algum dia eu mudaria de clube, mas no fundo ele sabia que isso era impossível, nasci de coração verde e branco.

Com os outros avós eram tardes no quintal a pedir ao bobi para empurrar as galinhas para capoeira e jogos sem fim até alguém dizer vem jantar que já é tarde!

Aqui era tudo muito sério até os trabalhos estarem feitos não havia abébias, porque como avó dizia estudem e um dia terei muito orgulho em vós, não se enganou :).

A melhor parte do ano eram os 3 meses de férias entre Vila de Rei, Azeitão e Milfontes passámos grandes momentos em familia.

Há muitas mais histórias para contar aos filhos, porque modestia à parte, tive e tenho os melhores avós do mundo, mesmo que hoje nem todos possam dar-me um abraço, o meu sorriso chegará às estrelas que brilham forte no céu!

Feliz dia dos avós,

 

sou uma sortuda :)

Luna

 

O caminho? Escolhes tu!

23.07.17, Carla

IMG_20170615_192108.jpg
foto by CF miradouro da senhora do monte, Açores

Quando estás perante situações de alerta e tens amadurecimento suficiente, começas a tomar as melhores decisões.
Gosto de viver intensamente a vida, talvez por ela me ensinar que não vivemos tempo suficiente para aproveitar tudo!

O pior disto tudo é vivermos numa sociedade em que tudo se questiona e muitas vezes bastava que não fizessem a pergunta chata ou a observação.

Aos 30 perguntavam quando te casas? Aos 35 quando é que engravido? Porque é que quero ser mãe velha?!

E eu lá sorrio, porque os meus pais deram-me boa educação e até consigo perceber a preocupação pois querem ver-me feliz.

Mas será que em algum momento páram para pensar? Que é um tema que pode incomodar? Que a vontade não basta?

Na sociedade actual disparamos em todas as direcções sem conhecermos muitas vezes os 'bastidores da vida' e que nem sempre as coisas acontecem como queremos.

Mas como sempre nada me demove e a felicidade essa está nos pequenos detalhes e faço questão de os viver intensamente, sou a mulher mais sortuda do mundo porque ao meu lado tenho um doido que me acompanha, para mim é essa definição de felicidade.

Vivam e mantenham-se fortes, os persistentes mais tarde ao mais cedo são recompensados.

Boa noite,

Luna