Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Outro Lado

"I knew all the rules but the rules did not know me..." Uma viagem que se inicia em 2004 e passa por várias transformações, da poesia, à prosa a uma partilha de experiências, atreve-te!

O Outro Lado

"I knew all the rules but the rules did not know me..." Uma viagem que se inicia em 2004 e passa por várias transformações, da poesia, à prosa a uma partilha de experiências, atreve-te!

Quando me Amei de Verdade

18.02.19, Carla
«Quando me amei de verdade pude compreender
que em qualquer circunstância, eu estava no
lugar certo, na hora certa. Então pude relaxar.

Quando me amei de verdade pude perceber que
o sofrimento emocional é sinal de que estou a ir
contra a minha verdade .

Quando me amei de verdade parei de desejar
que a minha vida fosse diferente e comecei a ver
que tudo o que acontece
contribui para o meu crescimento .

Quando me amei de verdade comecei a
perceber como é ofensivo tentar forçar alguma
coisa ou alguém que ainda não está preparado
- inclusive eu mesmo.

Quando me amei de verdade comecei a livrar-me
de tudo o que não fosse saudável.
Isso quer dizer: pessoas, tarefas, crenças e -
qualquer coisa que me pusesse para baixo.
A Minha razão chamou isso de egoísmo. Mas hoje
eu sei que é amor-próprio.

Quando me amei de verdade deixei de temer o
meu tempo livre e desisti de fazer planos.
Hoje faço o que acho certo e no meu próprio
ritmo. Como isso é bom! ...

Quando me amei de verdade desisti de querer ter
sempre razão, e com isso errei muito menos vezes .

Quando me amei de verdade desisti de ficar
revivendo o passado e de me preocupar com o
futuro. Isso  mantêm-me no presente, que é
onde a vida acontece .

Quando me amei de verdade percebi que a
minha mente pode  atormentar-me e
decepcionar-me. Mas quando eu a coloco a serviço
do meu coração, ela torna-se uma grande e
valiosa aliada. »

Kim e Alison McMillen

A pedido de muitos aqui têm um texto com o qual me identifico, 'Quando me amei de verdade'.
Um Beijo Carla Ferreira

1 Ano de depois...

18.02.19, Carla

No dia 20 Fev. de 2006 comemorámos 1 mês, fui descobrindo a cada dia os traços do teu rosto, o toque das tuas mãos delicadas no meu corpo, descobri-te nos pequenos gestos.

 

Hoje faz um ano, temos passado momentos únicos, alguns deles arrisco a dizer: mágicos, sublimes, cada hora que passa vejo o meu presente e o meu futuro a teu lado.

 

O nosso amor cresce forte, construímos o nosso castelo com defeitos, tristezas, mas acima de tudo com as alegrias e um sentimento único de cumplicidade!

 

O teu olhar no meu, as tuas mão no meu corpo, os meus lábios nos teus...somos um só!

 

 

 

Beijo doce,

 

Amo-te Muito

Procurei...

18.02.19, Carla

 

 

 

A noite parecia vazia,
o escuro metia-me medo,
a cama fria...
pensei no nosso segredo.
Levantei-me,
olhei a cidade,
os meus olhos procuraram
como senão houvesse amanhã...
quase tocaram...
O teu corpo, a tua alma...
quase beijaram...
os teus  lábios...
sinto-te mais perto...
vou dormir...
no sonho certo...

 

 

 

 

 

Amo-te muito,

 

 

Carla Ferreira